domingo, 15 de janeiro de 2017

Golbepédia: Os elementos primordiais de Corellà

Começarei hoje uma série de postagens nesse blog focando-se no grandioso universo de Jornada em Corellà. Serão postagens não muito grandes e informativas, focadas em ampliar o conhecimento do leitor sobre o universo de Corellà e/ou sobre os livros em geral, atualizadas sempre que necessário para fornecer uma leitura mais entendível sobre o assunto.

Lembrando que qualquer SPOILER será informado previamente em cada texto. Muitas coisas que serão faladas não apareceram nos livros passados e nem aparecerão nos livros futuros (pelo menos não diretamente), mas fazem parte fundamental do enredo e do background do universo, portando, essas leituras serão sempre um bom complemento para quem quer entender mais sobre a mecânica e os acontecimentos da Jornada. Lembre-se: Todas as coisas que acontecem em Corellà, por mais bizarras que sejam, possuem uma explicação, mesmo que também bizarra.

Sem mais introduções, vamos à leitura:

CONTÉM SPOILERS?: Não
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: Janeiro / 2017
TIPO DE ANÁLISE: Científica
Essa é a primeira parte da Golbepédia, que falará sobre os Elementos Primordiais, que nada mais são do que os seis elementos que, em uma mistura caótica, deram origem ao plano dimensional de Corellà em si há 36 bilhões de anos atrás. 

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Deep Immersion Pt 2


"Saiba qual é o momento certo para dançar.
E, por esse mesmo motivo, dance o tempo todo."

Tracklist:
00:00:00 Worakls - Elea
00:04:00 Worakls - Bleu
00:11:00 Milky Chance - Flashed Junk Mind (filous Remix)
00:14:10 XYLØ - America (Ghosts Remix)
00:17:34 Vance Joy - Riptide (FlicFlac Edit)
00:20:51 Adam Jensen - Sandcastles
00:23:55 Tom Odell - Another Love (Tom B-Remix)
00:27:45 Lexer - My Princess
00:32:58 Tula - Wicked Game (James Carter & Levi Remix)
00:35:30 Parachute Youth - Can't Get Better Than This
00:40:18 Pablo Nouvelle feat. Tulliae - Poison (Max Liese Remix)
00:44:27 Røse - No Good
00:48:33 Bloum - Faith (Worakls Remix)
00:53:45 BANKS - Beggin For Thread (Gryffin  Hotel Garuda Remix)
00:57:38 Lane 8 - Nothing You Can Say (feat Lucy Stone)
01:02:28 Clark Cables - Don't Just Stare (feat. Danica B)

♫ Deep House, Progressive House

domingo, 25 de dezembro de 2016

Salamandra

Coloquei a caixa no porta-malas. Entrei no carro, dei a ignição e parti da garagem. Esperava que não tivesse esquecido nada para a viajem. Quando cheguei à fronteira da cidade, esperei a minha próxima instrução de Salamandra, que veio sem atraso na caixa de entrada das mensagens do celular:

“Vá para o oeste”, diziam singelamente as letras.

Obedeci. Peguei a estrada e parti rumo ao pôr-do-sol. Aquela noite seria certamente longa e não teria descanso. Via as luzes dos postes passarem sem parar, as tartarugas da beira da estrada refletindo a luminosidade dos meus faróis, pontinhos no fundo do asfalto se aproximando lentamente, para passarem por mim rápidos como um piscar de olhos na forma de carros no sentido oposto. Nada diferente do que uma nada rotineira jornada rumo ao longínquo desconhecido.

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

A Carta Retornada

Prometi que um dia escreveria para minha mãe. Antes de se despedir algumas semanas atrás, me passou exatamente o endereço onde estaria, disse que eu poderia escrever algo para mandar por correio, e que isso a deixaria muito feliz. Já estava longe a tempo o suficiente para a saudade não me permitir sequer dormir tranquilamente sem pensar nos bons e simples momentos que nos divertiam até então. Tanto foi que eu precisei escrever a carta.

Comecei com um “Querida mãe”, e terminei com um “Aguardo seu retorno para casa. Com muito amor, seu filhinho.” Embrulhei as três páginas de rabiscos carinhosos, gravei o endereço de destinatário com ansiedade e lambi o selo. Guardei o envelope na grande caixa amarela e deixei minhas preces para serem entregues pela mágica dos carteiros.

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Calming You Up


"Te intriga pensar na primeira pessoa que voou de avião ou pisou na Lua?
Me intriga de verdade pensar na primeira pessoa que dançou uma música."

Tracklist:
00:00:00 Joe Garston - Shylo
00:06:15 Madeon - Pop Culture
00:07:36 Avicii - Holiday
00:11:57 Armas - Feel The Day
00:17:35 Juventa - Move Into Light (feat Erica Curran) (Teen Daze Remix)
00:22:00 Intrinity - Insignificance
00:28:05 Alpha 9 - Bliss
00:33:11 Cabriolet Paris - The Way It Is
00:36:25 MÖWE - Blauer Tag (Robin Schulz Remix)
00:43:15 DIckystixxx - Make Me Feel Better
00:48:00 Sons Of Maria - Foyer
00:53:20 Boyce Avenue - Breakeven (Lexer Edit)
00:57:09 Lessov - Time Passes
01:01:10 Hazem Beltagui - She Came
01:08:25 MitiS - Mirages
01:13:10 Zeni - Don't Worry

♫ Progressive House

sábado, 8 de outubro de 2016

Ambedo

DIA 1
Hoje foi um dia e tanto de trabalho. Todas as reclamações e serviços irritantes do meu setor me deixaram com a cabeça pesada e o corpo mole. Está tudo chato, e não fica muito melhor quando chego em minha casa. Tudo o que eu preciso é de um bom banho. Qualquer coisa com que eu possa relaxar e esquecer desses problemas que não largam do meu pé. É aquela famosa estação do ano em que os dias estão mais frios, nebulosos e depressivos, onde cada gota do sereno na grama do jardim pode ser contada, ao contrário das estrelas no céu que ficaram escondidas pelas nuvens. Está tão calmo. Calmo como quando você entra no box, está prestes a ligar a chuva de água quente, mas espera por alguns segundos: apenas para ouvir o silêncio mais um pouco.

DIA 2
A névoa hoje está terrível. Como se ela quisesse apagar a existência de qualquer paisagem vista de minhas janelas. Logo de manhã parecia que o sol havia ficado incolor, e eu parei de sentir as energias que sempre sentia quando a luz dele me atingia. Está bastante estranho: o dia está cinzento, sem vitalidade, quieto, recebendo uma tênue brisa do fim da madrugada. No meu trabalho, todos pareciam iguais: com as reclamações de sempre, as mesmas posturas, os mesmos gestos, os mesmos serviços. Tão igual que eu olhava mais para os desenhos nas nuvens do que para a tela do computador. Como quando você está no banho quente, mas, ao invés de se lavas, nota as suaves gotas de água que se formam aos poucos nas paredes do banheiro.

DIA 4
A rotina não ousou parar de se repetir. Até mesmo a névoa e as fumaças dos escapamentos dos carros eram as mesmas. O ritmo dos meus passos eram os mesmos. Os poucos e eventuais sorrisos eram acompanhados pelas frequentes e copiosas discussões fúteis nas ruas. Os pássaros pareciam voar mais baixo, quase como se quisessem realmente me saudar. E às noites, uns corvos silenciosos visitavam a árvore do meu jardim. Eu olhava para todos, um por um, mas não me comunicava, mesmo se quisesse. Da mesma maneira que aquela conversa hipotética e repetitiva insiste em te incomodar quando você está tentando se lavar na ducha.